Movimento dos Continentes
 
  • Já alguma vez ouviste falar na "Teoria da Deriva dos Continentes"? Esta teoria parte do princípio que a Terra está em constante movimento, nomeadamente os continentes, as montanhas e o próprio fundo dos oceanos.

  • Imagina uma piscina cheia de água gelada, com uma placa e gelo apenas com alguns centímetros de espessura. Se houver movimento na piscina, a placa parte-se em pedaços mais pequenos, que se mexem. A crosta da Terra é muito semelhante às placas de gelo, mas que aí chamam-se placas tectónicas.

  • As placas tectónicas, os grandes continentes, estão em movimento constante. Sabes porquê? Porque o interior do nosso planeta é muito quente e o calor está sempre a tentar sair (o interior da Terra chama-se núcleo e liberta magma). Claro que nós só notamos que o magma existe quando os vulcões o libertam.

  • Cada vez que o magma é libertado, as placas tectónicas movem-se. Algumas vão-se movendo no mesmo sentido, e vão deslizando juntas, mas outras movem-se em sentidos contrários. É assim que as ilhas e as montanhas se vão formando: as placas deslizam e crescem por causa da libertação do magma.

  • Sabias que os 7 continentes do mundo formam apenas 30% da superfície da Terra? O resto é água. A "Teoria da Deriva dos Continentes" diz que, há muitos milhões de anos, o nosso planeta tinha um único continente, a Pangeia, que se foi dividindo em outros mais pequenos por causa do movimento das placas.

    (clica aqui para veres como foi a evolução)

 


 
Política de Privacidade | Termos de Utilização | Quem Somos
- 2001 © Texto Editores - Todos os Direitos Reservados.